Meia Noite em Paris: Viva o agora!

A mensagem do filme Meia Noite em Paris é pertinente. Não se deve ficar pensando que épocas passadas eram boas e a atual é ruim, pois cada época tem seus encantos. E isso em todas as áreas, principalmente na arte. Quando os poucos contemporâneos de Van Gogh viram suas pinturas, as acharam horrorosas. Apenas seu irmão viu talento naquele maluco… Da mesma forma os Impressionistas como Monet sofreram críticas ferozes e demoraram para serem reconhecidos.

A arte contemporânea assusta muita gente pois pode não parecer arte como estamos acostumados, ou mesmo pode ser esteticamente feia. Isso já aconteceu no passado, mas se tentarmos entendê-la sem pré julgamentos, acabamos vendo que ela conta muito do mundo que vivemos. Não podemos mais cometer injustiças por não compreender os gênios da nossa época.

Por exemplo, mas sem colocá-los no time dos gênios, não dá para não ver a poesia em obras da emergente Cinthia Marcelle, ganhadora do último Future Generation Prize (entregue pelos maiores artistas da atualidade Jeff Koons, Damien Hirst, Takashi Muramaki e Andreas Gursky). Com o suporte da fotografia ou do vídeo ela passa diversas sensações em imagens singelas.

Da mesma forma, não há como não se impressionar com as releituras de Vik Muniz

E o que dizer da street art do Banksy? Nada mais sensacional.

Tentar sentir o momento presente e participar de sua época é se se sentir vivo.

Gostei demais da entrevista de Bernardo Paz, fundador do Inhotim, para o Estadão. Ele mete o pau na arte moderna e em Picasso especificamente:

-“Quem era Picasso? Um devasso que gostava de mercado, gostava de comércio, ia à galeria e perguntava qual quadro estava vendendo mais. Aí, fazia mais dez. Assim foi a arte moderna.” 

E é normal e até saudável que a cada época se veja a arte antecessora como retrógrada. Isso faz com que a arte evolua. Mas nomes como Picasso, Monet, Van Gogh viraram intocáveis pelo público e crítica. Que delícia ver Bernardo Paz fazendo esse ataque à arte moderna.

Sobre olhosobretela

Blog sobre arte com foco em arte contemporânea, mercado de arte, feiras e acontecimentos. Posts normalmente às segundas, quartas e sextas.
Esse post foi publicado em Divagações e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s