As Feiras de Arte

Na semana que ocorre a SP-Arte, a maior feira brasileira do gênero, acaba em Nova Iorque a primeira edição da Frieze. Essa feira foi muito aguardada por ser um sucesso em Londres e concorrer diretamente com a tradicional, mas muito mal distribuída, Armory Show.

A verdade é que pipocam feiras de arte pelo mundo e elas tem sido um sucesso e a cada ano que passa os colecionadores esperam as feiras para comprar, já que sabem que lá terá o que há de melhor de cada galeria.

As feiras, de alguma forma, acabam democratizando um pouco as compras de obras arte, já que possuem um ambiente bem mais descontraído do que nas galerias. E em volta das feiras principais ocorrem as feiras satélites com obras bem mais em conta e de artistas emergentes.

Os relatos do Frieze NY tem sido animadores. Dizem que os espaços são amplos, a localização super agradável e as obras estão fantásticas. Ano que vem vou tentar comparecer na Frieze.

Update: A Artinfo publicou uma reportagem sobre a fatiga, física mesmo, dos galeristas em ter que ir em tantas feiras. Os galeristas pulam de feira em feira pelo mundo sem parar. Dessa forma suas vendas em casa caem e as feiras se tornam o único canal de vendas. Aqui no Brasil ainda não chegamos nessa loucura, mas as feiras parecem que vieram para ficar.

Anúncios

Sobre olhosobretela

Blog sobre arte com foco em arte contemporânea, mercado de arte, feiras e acontecimentos. Posts normalmente às segundas, quartas e sextas.
Esse post foi publicado em Feiras, Mercado e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s